MOSTRE A SUA VOZ NEGRA

 Em Uncategorized

No dia 3 de dezembro de 2017, os jovens e adolescentes do grupo Rede Pólis promoveram a ação “Mostre a sua voz negra”. A ação teve como objetivo ultilizar a arte para sensibilizar a comunidade sobre seus direitos e do enfrentamento ao racismo e da violência contra a juventude. A praça da malhação foi ocupada com apresentações de danças, músicas, rodas de capoeira, slackline (esporte de equilíbrio sobre uma fita elástica esticada entre dois pontos fixos), exposições de fotografias, roda de conversa, trabalhos de grafitagem e muito mais.

Segue uma breve descrição dos principais momentos:

Exposição “vidas que importam”

A ação contou com um espaço dedicado à exposição de fotografias datadas do ano de 1997 até o momento atual, marcando 20 anos do projeto na comunidade e ressaltando o quanto todas as vidas ali são importantes para nós!

Manifesto das cruzes. 22 cruzes foram expostas em um canteiro da praça, cada uma com inscrições representando as vidas que foram ceifadas. Esse número foi baseado em um dado da Secretaria de Segurança Pública da Bahia apontando que de janeiro à agosto deste ano (2017) aconteceram 22 homicídios no município de Valença.

Roda de Conversa

Parte do evento foi dedicada a uma roda de conversa com as temáticas “O extermínio da juventude negra” e “Vidas que importam”, ministradas respectivamente por Raell Costa e Pr. Neto.

Apresentações artísticas e culturais 

Dois grupos de Capoeira, roda de amigos e filhos da senzala, se uniram e fizeram uma bela apresentação. O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II José Leal) levou o grupo “CAPS da alegria” que animou a abrilhantou o evento. Jovens da comunidade também fizeram intervenções, como o grupo VIP Dance, o coral e o grupo de dança do CADI. A cultura hip hop foi muito bem representada pelo breakdance e pelo rap freestyle.

Oficinas

Duas oficinas foram ofertadas durante o evento, a grafitagem ficou por conta dos artistas Augusto Silva e Deomário Santos, que deixaram suas artes registradas no muro, um vendeiro presente cheio de potência para a comunidade. Thiago Mascarenhas finalizou a ação e agitou a comunidade com a oficina de dança.

A ação visou contribuir para que a comunidade reconheça a sua voz, potencializando a cultura, beleza a história de toda vida que compões aquela região. Foi um momento de muita importância para o protagonismo juvenil, pois toda a ação foi planejada e executada pelos jovens e adolescentes que moram no bairro, que vivenciam diariamente o problema da violência. Nossa gratidão a todos que contribuíram para que este evento fosse possível e a cada pessoa que se fez presente!

Apoio:

Associação de moradores de Bolívia
Tiago Passos
Adailton Francisco
Secretaria de Juventude

Últimas Postagens

Leave a Comment

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar.